Sejam Bem Vindos!!
Que o amor possa fluir em nosso ser nos dando capacidade de sabedoria e discernimento. Que todos possamos nos unir e levarmos a luz nesta corrente chamada vida.

sábado, 30 de julho de 2011

O SIGNIFICADO DAS FLORES



Resolvi dar uma aromada por aqui!

Luz e paz com cheirinho de Rosas.


O SIGNIFICADO DAS FLORES
Cada flor tem a sua linguagem e fala por si.
Sabia que cada flor transmite uma determinada essência e conceito?
As flores são simbólicas, pois têm a capacidade de expressarem os nossos sentimentos e pensamentos,
traduzindo por isso diversas mensagens.
Não se engane na mensagem que quer transmitir, e conheça o significado das flores.
Conheça a linguagem floral:                                                      
Desde os tempos mais remotos que as flores foram a linguagem das Divindades, bem como a linguagem humana do amor entre outros. Antigamente as flores eram as mensageiras dos que não podiam falar ou que queriam transmitir uma mensagem aos olhos de todos. Quem não conhece a imagem do imperador César com uma coroa de louro, clamando a glória?
Situa-se no ano de 1600, em Constantinopla, a origem da “linguagem das flores”, mas seria apenas em 1716 que Lady Maria wortley Montagu, traria da Turquia para a Inglaterra, a linguagem floral.
Conta-se que um inglês, em visita à Turquia no século XVIII, teria feito a seguinte afirmação: “aqui pode-se brigar, censurar, mandar cartas de paixão, amizade ou civilidade, ou mesmo notícias, sem nunca ter de sujar os dedos com tinta!”. O “código dos turcos”, ou uma linguagem sem palavras, era o uso de flores para expressar sentimentos.
O interesse pelas flores e por aquele costume seguiu para França, onde foi inventada uma linguagem composta por símbolos florais, concentrada numa obra intitulada “Le Langage des Fleurs” ou “A linguagem das flores”. Tal obra despertou o interesse dos poetas ingleses. Numa de suas obras Thomas Hood (1799-1845) dizia que as “doces flores sozinhas podem dizer o que a paixão tem medo de revelar”. 
A linguagem das flores tornou-se mais complexa e consolidou-se no sec. XIX como a “Floriografia” entre os Vitorianos. As flores não só significam sentimentos diferentes, como passam a transmitir verdadeiras mensagens pela forma como eram oferecidas. Assim, quando se queria manifestar admiração pela beleza de uma senhora, oferecia-se uma rosa vermelha aberta. Se a sua destinatária a pusesse no cabelo, indicava ao seu enamorado que tivesse cautela, pois os seus sentimentos podiam não ser bem aceites. Se a rosa fosse levada ao coração, o amor era correspondido.

Jean Bogaudy, jornalista francês pesquisou nos velhos almanaques, e fez uma compilação dos significados de cada flor. No seu artigo ele explica que a linguagem das flores na se limita ao seu significado puro e simples, mas haveria que atender igualmente ao numero de flores enviadas, sua disposição, o modo de amarrá-las... A lista por ele elaborada a partir de um velho exemplar do almanaque “Savoir vivre, Savoir faire”, editado pela Larousse em 1912, do capitulo “Langage des Fleurs” (**ver texto no final da pag.).
O simbolismo das flores: provem das suas cores, formas, perfumes, combinações, numero, etc…
O simbolismo social das flores foi-se desenvolvendo paralelamente àquele:
            *** quando se oferece uma flor virada para baixo: inverte-se o significado das flores oferecidas.
            *** quando se oferece uma rosa sem espinhos: não há nada a temer da parte de que a oferece.
            *** pode-se dizer que “sim” apenas com um roçar de lábios pelas pétalas da flor.
            *** quando uma senhora recebia as flores com a mão direita: ela aceitava a mensagem nelas inerente. Se fosse com a mão esquerda era porque recusava.
                 *** Um bouquet de rosas vermelhas significava "agora somos um do outro".
Se a linguagem das flores se foi perdendo ao longo dos tempos, no entanto continua bem viva nos actos mistico-religiosos do quotidiano, mesmo que muitos já nem saibam bem o seu porquê.
Assim, como antigamente se faziam ofertas de flores aos Deuses, também hoje se oferecem flores aos santos ou se colocam flores nos altares. Muitas procissões são acompanhadas de oferendas de flores que se jogam no chão para a passagem da Virgem ou de outro santo.
As flores continuam portanto presentes na religião e nas mitologias: temos as rosas da Virgem; o lótus de Nefertoum (Egipto) ou de Brahma (hinduismo). E servem de símbolos: a flor-de-lis para a monarquia francesa, a rosa para François Mitterrand. Na Índia a flor nacional é o lotus, na Inglaterra é a rosa vermelha de Lencastre, etc...
Une cour sans femmes ressemble à un printemps sans roses.”
Citação de François Iº
Ou seja, “uma corte sem mulheres é como uma Primavera sem rosas”                                                                                                 
FLORES:
ACACIA: O seu significado depende da sua cor. A acácia amarela significa amor secreto, e a branca ou rosada representa constância e elegância.
Alfazema: A flor de alfazema (lavanda) representa a “calma”. É uma flor muito usada em perfumaria.
Amor-perfeitoOs franceses chamam-lhe "pensée", ou seja pensamentos. O seu significado é o de meditação, recordações, reflexão. É uma flor popular com o significado de "Amor Eterno".
Anémona: É uma flor pequena e triste, que significa abandono.
Anis: Apesar de mais conhecida pelos licores de anis, esta flor em bouquet significa "promessa", seja de casamento, seja de amor eterno.
Azaléia: A azaléia diz: “Cuide-se por mim” mas também representa a feminilidade para os chineses. O seu significado depende da sua cor.
                       Azaléia branca: romance
                       Azaléia rosada: amor à natureza
Begónia: São flores de grande beleza e representam a "Cordialidade que vem do coração".
Bonina: A flor da bonina representa o "Amor confiante" de quem a envia para a sua amada.
Brinco-de-Princesa: É uma flor com cores muito vivas e por isso significam "superioridade"
Campainha: Resistente, significa perseverança
Camélia: camélia branca significa virtude despretensiosa, beleza perfeita. A camélia rosada representa a grandeza da alma, e a vermelha o reconhecimento.
Cardo: Tem folhas amareladas e espinhos, e portanto significa "desprazer" ou “és intratável”.
Cravogeralmente os cravos expressam amor, fascinação e distinção, por isso é a flor usada na lapela. Mas lembre-se que se for oferecido invertido, o seu simbolismo também se inverte. Os seus significados consoante a sua cor:
                    Cravo branco: o cravo branco quer dizer amor puro, ingenuidade e boa sorte.
                    Cravo amarelo: desprezo, desdém.
                    Cravo rosa: significa “nunca te esquecerei”.
                            Cravo vermelho: amor incompreendido.                     
Crisântemo:
 O seu significado também muda com a cor:
                    Vermelho: estar apaixonado. A mensagem desta flor é: “ eu amo”.
                    Amarelo: amor frágil.
                    Branco: verdade, sinceridade.
Clematite: Beleza espiritual.
Centáurea: Sensibilidade.
Coroa – imperialMajestade e poder.
Cravo-de-defunto (tagetes)Significa tristeza e luto.
Dália: o seu significado varia de acordo com a sua cor:
Dália amarela: união recíproca
Dália rosada: delicadeza
Dália vermelha: olhos abrasadores
Dente-de-leão: Oráculo.
Dedaleira: Falsidade.
Flor-de-lis: Usada como símbolo dos reis franceses, significa mensagem.
Flores do Campo: Significam equilíbrio e ponderação.
Flox: Significa harmonia.
Genciana: Injustiça.
Gerânio: o seu significado depende da cor.
                       Gerânio escuro: tristeza.
                       Gerânio rosa: preferência.
                       Gerânio vermelho: consolo.
Gladíolos: Flores que significam encontro.
Glicínia: Flor ornamental que significa ternura.
Girassol: O girassol representa a força positiva do sol transmitindo calor e força. Significa imponência, dignidade e glória. A sua cor representa felicidade, alegria e orgulho.
Hera: Fidelidade
Hortênsia: Tem flores azuis, brancas ou rosadas. Representa frieza e indiferença, capricho.
Íris: mensagem.
Jacinto: Seu significado geral: tristeza profunda. O jacinto azul demonstra constância.

Jasmim: o Jasmin possui um perfume envolvente, exótico e afrodisíaco. A noite acentua a sensualidade. É considerado o “rei das flores” devido ao seu odor. A sua cor representa inocência, pureza e paz.
                        Jasmim amarelo: significa amor, beleza delicada, elegância e graciosidade.
                        Jasmim branco: significa amabilidade.
                        Jasmin-real: sensualidade.
Laranjeira: A flor da laranja é muito perfumada e significa virgindade e noivado. Antigamente, a tradição mandava que o bouquet da noiva tivesse flores de laranjeira…
LavandaSignifica desconfiança.
Lilás: Uma flor que tem o significado de desejo intenso.
Lírio: A flor de lírio é um antigo símbolo de pureza e significa casamento, doçura, inocência, majestade.
Lírio-do-vale: Significa o regresso da felicidade.
Madressilva: Significa delicadeza.
Magnólia: Significa amor à natureza e simpatia.
Malva: É uma flor de origem inglesa. É o símbolo da fecundidade e também significa ambição feminina
Malmequer: Flor amarela que significa rompimento.
Margarida: A margarida é símbolo da inocência, pureza e virgindade. É a flor das crianças.
Miosótis: Florzinhas azuis que significam amor sincero, amor verdadeiro, fidelidade.
Narciso: É o símbolo tradicional da vaidade exagerada e do egoísmo.
Nenúfar: Significa coração puro.
Orquídea: Uma bela flor para uma bela dama. Representa a beleza feminina, a perfeição, a pureza espiritual. Mas também representa a sexualidade nos seus tons inequívocos.
Papoila: Significa extravagância, fertilidade. A papoila amarela é um símbolo de riqueza e sucesso.
Peônia: Significa timidez.
perpétua: Como o próprio nome da flor indica, representa "para sempre".
Petunia: Significa esclarecer um mal entendido.
Primula: Significa juventude.
Rododentro: Flor mais cultivada no hemisfério norte e que significa "elegância".
ROSAS: a rosa é a “rainha das flores” e representa sempre o amor, nas suas variadas formas.
"PREFIRO TER ROSAS À MESA DO QUE DIAMANTES AO PESCOÇO" Citação de Emma Goldman
                             
SOBRE AS ROSAS:
Shakespeare escreveu sobre as rosas na sua obra «Romeu e Julieta», dizendo: aquilo que chamamos de Rosa, mesmo que lhe chamássemos qualquer outro nome, seria igualmente doce.»
A analogia de Shakespeare refere-se claramente á rosa, mas a sua interpretação pode-se claramente estender ao ser feminino que é profundamente amada, ou mesmo ao próprio sentimento de amor.
Na mitologia greco-romana, Afrodite presenteou Eros com uma rosa, e a rosa simbolizou desde então o amor.
O nome «rosa», etimologicamente deriva do grego «rhodon». As rosas estão profundamente ligadas ao culto de Afrodite e Vénus. As pétalas de rosa branca, encontravam-se também associadas ao culto da Deus Isis, sendo eram espalhadas pelo chão no decorrer de procissões e festividades dedicadas a essa divindade. A rosa encontra-se também profundamente ligada aos mistérios e ao que é oculto. Na tradição Romana, uma rosa era pendurada á porta de uma casa ou local onde estavam sendo debatidos assuntos confidenciais ou ocorrendo reuniões secretas que não deviam ser interrompidas por estranhos.
O termo «sob a rosa» era usado para designar um assunto que se encontrasse sob segredo. Tal como a rosa branca foi associada a Isis e o seu filho Horus, mais tarde, o Cristianismo veio associar as mesmas pétalas brancas da rosa á Virgem Maria. Diz-se que aquando da grande aparição de Maria em Fátima – Portugal – choveram rosas do céu.
As rosas são provavelmente a mais antiga flor a ser cultivada, estiveram presentes no antigo Egipto, nas culturas helénicas, na Roma Antiga, na Europa medieval. Monges nos mosteiros usaram a rosa para fins terapêuticos, e hoje em dia a rosa vermelha é um símbolo universal do amor.
Na Roma antiga, as rosas eram também usadas com fins espirituais, sendo que decoravam os túmulos, uma vez que se acreditava que tinham o poder de acalmar as almas dos mortos.
Ainda hoje, diz-se que o aroma das rosas é sinal de santidade, ou que sentir o aroma de rosas sem que hajam rosas por perto, é sinal da presença de um espírito de luz junto de nos.
                               ROSAS E SEUS SIGNFICADOS:
Rosa cor-de-rosa: significa "Admiração, Amizade, Carinho
Rosa amarela: significa "Apoio, amizade, felicidade" Em tempos antigos, também transmitiam a ideia de ciúme, suspeita e mesmo infidelidade.

Rosa branca: significa "Pureza, Paz". São as rosas das noivas, são as rosas do casamento feliz, da união, da lealdade.
Rosa laranja:
 significa "Fascínio, Encanto".
Rosa champagne: significa "Admiração, Reverência".
Rosa vermelha: significa amor, paixão, desejo.
Rosas sem espinhos: “não há nada a temer”.
Uma única rosa: simbolo de simplicidade.
Duas rosas unidas: representam compromisso.
Uma rosa aberta no meio de dois botões pede sigilo.
Bouquet de 12 rosas: declaração de amor definitiva.
Bouquet de rosas brancas e vermelhas: representa união.
Bouquet de rosas amarelas e vermelhas: representa sentimentos de alegria ou congratulações.
O receptor da flor pode dizer que “sim”, com um simples roçar da flor pelos seus lábios…

DICAS SOBRE A OFERENDA DE ROSAS: 

 *
 Rosas brancas, amarelas ou rosas, devem ser oferecidas e mulheres jovens, pois transmitem ideais de pureza.
** Rosas vermelhas, são símbolo de paixão, e por isso podem oferecidas em qualquer momento, a qualquer faixa etária, se o sentimento assim o justificar.
***Rosas laranja, cor-de-rosa e champagne devem ser oferendadas e senhoras de maior maturidade, por isso dignas de reverência. 

ROSAS E MAGIA:
As rosas, consoante as suas cores e os seus significados ocultos, devem ser usadas como oferenda nos altares onde decorrem os rituais que são celebrados. Pétalas da rosa com a respectiva cor devem ser espalhadas pelo altar, assim como pelo chão do local onde forem celebrados trabalhos esotéricos. Rosas inteiras, devem também ser oferendadas juntamente com o «despacho» de um trabalho, sendo oferendadas na cor que esta de acordo com a finalidade do trabalho magico em questão.
 
Sempre-viva: Significa declaração de guerra, eternidade, imortalidade, permanência
Trevo de 4 folhas: Se falasse na nossa língua diria “sê meu/minha”.
Tulipa: A Tulipa representa a elegância e a sensibilidade.
                       Tulipa amarela: amor sem esperança.
                       Tulipa variegada: olhos bonitos.
                       Tulipa vermelha: declaração de amor.
Ulmeiro: Beleza divina.
Verónica: Flor com o nome da mulher que enxugou o rosto de Cristo no calvário, significa "martírio".
Violeta: A violeta azul tanto pode simbolizar lealdade quanto sinceridadeDe coloração vistosa significa no entanto timidez e modéstia.
zínia: As zínias são flores exuberantes e significam leviandade.

terça-feira, 26 de julho de 2011

As Chaves de Enoch

Cada uma dessas letras é uma das 22 duas letras da cabala, e sua respectiva explicação:


Nosso Universo é Múltiplo e Uno.

Essa chave nos remete a nós sermos parte de um universo irrestrito, ou seja, assume ao mesmo tempo a multiplicidade das existências e a unicidade delas além de ser formada pela primeira letra do Alfabeto Hebraico (Aleph) que pelo que me consta representa o primeiro caminho, que nos leva ao nome de "Deus do Infinito".


A mente criadora como centro do universo, é conhecida como "Senhor","Rei" e "Redentor".

Nesta chave, percebemos que Deus é a origem de todas as coisas e que tudo parte no universo parte da Vontade de Quem o criou e por consequencia tudo no mesmo é modificado pela Vontade. Além disso, essa chave confirma a existência de uma "Entidade" Suprema, a Quem são atribuídas algumas características que denotam tal superioridade.

Esta chave é formada pela 2ª letra do alfabeto hebraico "Beth" relacionada ao 2º caminho da Árvore da Vida de Kether a Binah que Representa o Nome Divino Biah(Deus da Sabedoria).Isso nos leva a perceber que uma das Chaves da Criação consiste no domínio correto da Vontade, pois assim a mesma foi constituída por uma Mente Criadora que a utilizou com sabedoria.


As criações que sobrevivem são criações que desejam que a espécie agregue Vida e Luz na “Imagem e Similitude” da “Evolução Superior”, que é o “Universo Vivo”.

Esta chave nos mostra que nós nos comportamos como o "Universo Vivo", somos a "Imagem e Semelhança" do Criador e sendo assim caminhamos rumo a evolução adquirindo Vida e Luz.

Então, nós conseguimos compreender que se deve transcender todas as teologias e todas as cosmologias que dizem que Deus está somente aqui, neste nível de criação. Deus não está aqui nem lá. Ele é visto em todos os universos. Sem a similitude e a sincronia de encarnações repetindo as funções de luz e as freqüências de luz, a imagem estaria aqui e morreria, como um lampejo na escuridão

Essa chave está relacionada a terceira letra do alfabeto hebraico (Ghimel) relacionado ao terceiro caminho da arvore da vida(de Kheter a Tiphereth), que nos conecta a inteligência divina do Deus da Retribuição.

Analisando esses conceitos verificamos que na senda da ascensão, em troca de nossos sacrifícios e esforços Deus nos presenteia com Luz e Vida, e que na verdade as nossas almas anseiam por tal retribuição.


As chaves do universo biofísico e astrofísico vivente são as “Pirâmides Luminosas de Vida” viventes existindo dentro de cada estrutura dentro de cada campo da criação

Enoch está nos dizendo que cada nível de evolução tem uma Pirâmide de Luz, através da qual a criação humana deve passar em seu caminho para a criação maior. Se nós quisermos ir além de nosso conjunto tridimensional de criação, nós deveremos passar através de nosso campo tridimensional de energia, para os campos multidimensionais de energia de Luz piramidal.

Portanto, cada Pirâmide de Luz é energizada com o Olho de YHWH no centro da pirâmide; esta é uma constante cosmológica que permite a todos os reinos de inteligência serem reprogramados para um nível superior de criação, onde eles podem atravessar seus campos de energia piramidal de criação. Portanto, a pirâmide, a programação eterna pelo Olho de YHWH, está com você em todos os momentos e está operando em cada nível da evolução.

Se você olhar um cristal de platina sob um microscópio de campo iônico, você verá conjuntos de glóbulos que compõem formas piramidais de Luz, passando por cada estágio geométrico, por toda parte do campo próximo ao cristal. Se você olhar cristais de sangue sob um microscópio eletrônico, você pode encontrar a forma do campo piramidal nas formas cristalinas do sangue.

O que você está vendo é a Merkabah, que conecta as pirâmides chaves de modo que a Luz possa ser usada no desdobramento do próximo estágio de evolução.

A chave de Enoch está nos dizendo que as relações biofísicas que existem em todos os processos de vida, desde o menor átomo de hidrogênio até a maior formação quasar, irão conseqüentemente provar que a Pirâmide de Luz é a forma geométrica central para toda evolução biofísica e consciencial.

Essa chave relaciona-se com a quarta letra do alfabeto hebraico(Daleth) que refere-se ao quarto caminho da arvore da vida(Chokmah a Binah) que representa a inteligencia divina Deus das Portas da Luz, ou seja, Merkabah.

Pelo que podemos analisar as Portas Da Luz seriam as piramides de luz, antigamente os egipicios utilizavam as piramides como potencializadores da ascensão.Traduzindo a estrutura piramidal, ou tetraedrica, ou tetragramatica(assim como YHWH), está na base da formação de tudo no universo.


Essa chave, é a que fecha o livro, na verdade é mais uma reafirmação da origem divina do escrito, pois o Proprio YHWH por intermédio de Metatron assina.

Como pode ser visto nesta tradução do texto:


Ela não possui muitos significados só o "atestado" de divindidade.


A chave 1-0-5 ou seja nos temos uma grande jornada pela frente e espero que todos estejam preparados pois a informação é um pouco complexa.

A chave de nossas zonas temporais astrofísicas é o alinhamento “Três e Um” de forças conscienciais na Grande Pirâmide com as energias “Doze e Um” de pirâmides de distorção temporal centradas e controladas pelas Energias do Trono “Múltiplas e Unas” de Orionis e das Plêiades."

1. Esta chave está falando diretamente da programação consciencial. Ela está nos dizendo que a programação consciencial está conectada com à Grande Pirâmide, que é referida nas escrituras místicas do antigo Oriente Próximo corno a Pedra Fundamental.

2. As forças conscienciais da Grande Pirâmide estão alinhadas com pontos estelares específicos que estão trabalhando com áreas de distorção temporal planetária.

3. Para compreender o que as áreas de distorção temporal representam, nós ternos que entender os campos de distorção temporal corno um tipo de pirâmide energética.

Basicamente esta chave nos coloca "coincidentimente" na trama das Linhas Ley, ou seja, essa chave fala de como esses campos de distorção temporal (um nome mais sofisticado para campos energéticos) está distribuido sobre a Terra, e que esses campos energéticos seguem um padrão cósmico com o intuito de acelerar o desenvolvimento consciencial dos seres da terra(principalmente o homem)

4. Primeiramente, nós devemos observar as distorções temporais geofísicas da Terra com seus meridianos desenhados de acordo com o Trópico de Câncer e o Trópico de Capricórnio. Nós notamos que estas áreas do campo magnético da Terra, assim como as tempestades solares causadas pelo movimento celestial do Sol, encontram-se em certos pontos de energia ou vórtices.

5. O que não está mostrado nos mapeamentos dos vórtices-jah das zonas de distorção temporal, é sua conexão com as estrelas e com as antigas estações de Luz astrofísicas sobre a Terra.

Este trecho nos mostra que naturalmente o planeta se arranja energéticamente com os planos de existencia e cria em seu movimento tais fluxos energéticos.

Entretanto como já foi colocado no tópico das Linhas Ley podemos criar extensões desses campos ou rearranja-los através de construções que tenham efeito de condensadores energéticos como as Piramides Egipicias.

Por fim essa chave nos coloca sobre a necessidade da utilização de tais fluxos energéticos em prol do desenvolvimento consciencial e vibratótio de todos, fala sobre o controle do Homem Superior, ou seja, os despertos, dessas energias, pois ao compreender como usá-las corretamente daremos um salto evolutivo e consequetemente teremos acesso a outras dimensões universais.

Essa chave relaciona-se com o quinta letra do alfabeto hebraico(He) que está ligada ao 5 caminho da arvore da vida (Chokmah a Tiphereth) representando a inteligencia divina Eiah (Deus do Deus).

Isso nos leva ao entendimento da rede enérgética que nos circunda e no move à evolução podemos perceber a expressão "Deus de Deus" como Deus que vem de Deus, traduzindo:Um Deus que vem de outro Deus, somos filhos do Grande Pai Celestial, somos co-criadores e essas energias que estão presentes ao nosso redor nos proporciona alcançar o patamar divino se corretamente utilizadas, assim como os seres que aqui estiveram antes de nós o fizeram.

Outra observação que pode ser efetuada é o ritmo ciclico que a inteligencia expressa, a energia divina, que possui uma unica origem faz o seres evoluirem, e que por consequencia retorna ao Pai como agente de comprovação de sua obra, ou seja, Deus Criador(o Pai) e Deus Manifestado(o Homem).
(Continua)

As chaves de Enoch ll

Nosso universo foi criado da “Síntese de Luz” do universo seguinte, as Plêiades, o berço e o trono de nossa consciência.


1. Enoch explicou que nosso universo local possui um núcleo de Luz triangular de dez milhões de anos luz com um véu circundante de vinte milhões de anos luz. Este véu consiste em invólucros de calor que formam uma zona bioquímica de teste, necessária para a vida divina.

2. A zona bioquímica de teste rodeia o núcleo ou Sol Central conhecido como o Kolob.

3. Ambos, o nosso universo físico local (um espectro de nosso universo local) e a circunjacente zona bioquímica de teste são sobre-excedidos por um mundo invisível de massa-negativa, que modela o núcleo atômico e é usado na construção do sistema energético físico de nossa galáxia visível. Assim, o universo físico provém do mundo de massa-negativa, que é usado para a purificação da "luz aprisionada".

4. O projeto para este universo físico e para o mundo de massa-negativa pré-existe nos céus superiores, nos códigos estelares das Plêiades.

5. A partir destes códigos os Senhores de Luz Elohim em Órion criam a formação da massa-negativa, que é modulada pelas formas-pensamento dos Senhores de Luz para a criação do universo físico de evolução material, i.e. da massa.

Como podemos perceber essa chave reforça a teoria de que a origem do universo é a luz,ou seja, energia (E=mc²). Neste aspecto podemos concluir mais uma vez que somos originados da Luz, e que a matéria é um laboratório de experiencias bioquímicas em que as conciências tem a oportunidade de evoluir e aprender a tornar-se co-criadores do universo, para posteriormente, assim como os Elohins(os construtores da forma) oportunizar a outras conciências a evolução.
Esta chave está ligada a 6 letra do alfabeto hebraico (Vo) que relaciona-se diretamente com o sexto caminho da arvore da vida de Chokmah a Chesed representando a inteligência divina Viah (Deus Fundador).

Partindo da analise acima podemos ver que Deus construiu o universo e que através da matéria oportuniza as conciências (pela densificação da luz) um meio de alcançar o estágio de Deus Fundador, construindo e criando, à imagem e semelhança do Pai.


O nome chave fornecido para entrar na presença da Pirâmide de “Luz” do Trono do próximo universo é Metatron).

1. A sétima chave refere-se a Metatron, que nos recebe ao atravessarmos os portais de Órion deste universo-Filho rumo ao universo-Pai dos Criadores Elohim.

2. E quando eu fui levado a Órion, observei dentro do Trapézio de Órion camadas de Luz de grande intensidade, que revelavam uma série de 'céus internos' formando coletivamente a base para o nascimento e a regeneração. E foi-me mostrado como o Trapézio de Órion - o portal de limiar da 'criação estelar' - está em conjunção com ômega Órion, a região da 'morte estelar'. Ambos estão alinhados com o Trono do Pai governando através da região estelar de Alnitak, Alnilam e Mintaka.

3. Estas três regiões estelares operam como o comando conjunto do Controle Central, a passagem que abre nosso universo-Filho para as miríades de populações estelares do nosso universo-Pai superior. Esta passagem coletiva em Órion permite que inteligências de matéria-energia entrem em campos puros de evolução da alma.

4. Além disso, os Senhores de Luz, por meio do Conselho dos Nove, coordenam e sincronizam, através deste campo de energia central em Órion, todas as pirâmides de todas as galáxias em nosso universo-Filho que usam os programas do Pai Eterno...

10. Quando fui levado a Órion, Enoch não pôde levar-me à Pirâmide Mestre de Luz. Só Metatron pôde fazê-Io, pois Enoch é o Mestre de Luz Ascendido mas Metatron é o Deus Senhor de Luz que está trabalhando com a Mão Direita e com a Mão Esquerda do Próprio Pai.

11. Metatron é o Criador da "Luz Exterior", que penetra as regiões amorfas e vazias, permitindo o alvorecer da Luz Viva de YHWH nas regiões do "universo exterior".

12. Metatron provê os envoltórios de Luz para as Formas-Pensamento do Antigo de Dias. Estas, por sua vez, são usadas pelos Deuses Criadores em regiões de evolução recente para criar seus próprios padrões Hierárquicos, os quais, com o passar do tempo, ligarão estas regiões com a Casa de Muitas Moradas do Pai.

Podemos dizer claramente que para acessarmos determinados planos de existência, ainda nesta encarnação, temos que nos respaldar nos seres da dimensão extrafísica, com intuito de obter instrução e permissão sobre os planos de existência elevados. Neste caso mais específico para alcançar o Reino dos Elohin seria necessário o auxilio de Metatron,o Criador da "Luz Exterior" (o que eu chamaria de Chefe dos Elohim), o criador do Eletron.

Esta chave está baseada à 7a letra do alfabeto hebraico Zain, relacionda diretamente com o 7º caminho da arvore da vida de Binah a Tiphereth que nos remete a inteligência divina Ziah (Deus do Raio).

Acho que nada mais esclarecedor para uma das características de Metatron do que Deus do Raio, sendo o mesmo o criador do eletron. Se pararmos e pensarmos na teoria da evolução de que descargas elétricas deram origem à vida, entenderemos porque Metatron é a chave para a conexão dos planos superiores de existência e porque ele seria essa especie de "Chefe" dos Elohim.


A chave da Esfinge-Pirâmide no meio da Terra é o "VEÍCULO SOLAR DE ALTA FREQÜÊNCIA”, dado no símbolo do Sol-Leão e na estrutura simbólica da pirâmide de espaço-tempo que provê para todos os níveis de evolução em nossa zona as chaves matemático-astronômicas para a “EVOLUÇÃO SUPERIOR” ao redor.)

1. Enoch explicou como o veículo da Esfinge-Pirâmide foi colocado "no meio da Terra", como um modelo vivo do destino do Homem de morar em um corpo evolutivo superior, uma vez que possa centrar sua energia solar e magnética com o alinhamento da Pirâmide, que é a arquitetura do espaço.

Além disso, ele mostra como a face da Evolução Superior é capaz de atravessar nosso sistema solar e incorporar a sua consciência em nossa evolução solar, no corpo do nosso Sol-Leão.

2. Deste modo, a Esfinge-Pirâmide é um veículo educador que mostra como a Irmandade de Luz pode interpenetrar no espaço piramidal do Homem, para que a raça do Homem possa ser sintetizada em novas formas de incorporação da Luz para ir além de nosso sistema solar imediato. A Esfinge simboliza nosso corpo de espaço e tempo dentro da evolução solar do Leão, que precisa ser conquistada pelo Homem antes que ele possa usar a face do esplendor e morar na presença dos 'Arquitetos' Mestres de Luz.

3. Para ensinar ao Homem, os Mestres de Luz só necessitam projetar a sua face através da nossa evolução solar, já que eles evoluíram a Corpos de Luz Integral capazes de empregar uma tecnologia de forma-pensamento para interpenetrar nosso espectro solar com o seu poder de Luz. Isso lhes permite ensinar as criações de mundos-poeira a evoluir além da face evolutiva de seu sol e a tornar-se Filhos de Deus.


4. O veículo da Esfinge-Pirâmide situa-se no limiar entre nosso ponto zero de evolução e a tecnologia superior de Luz, como o degrau para outros sistemas solares conscienciais além da limitação da nossa zona de luz solar.

A Esfinge-Pirâmide simboliza como a mente da Inteligência Superior precisa centrar-se dentro de nossa evolução solar a fim de educar o Homem para usar as linhas de força Magnéticas e para construir Pirâmides conscienciais, as quais são as chaves para abrir os controles limiares necessários para sair de nossa zona temporal consciencial.

5. Enoch explicou-me também que quando o Homem tiver aberto a Esfinge-Pirâmide com a consciência de Luz superior e conectado as entradas de energia da Pirâmide e da Esfinge uma especiais da Pirâmide transferem à com a outra, ele entenderá que completou esta fase da vida e que está preparado para que os veículos de energia da Irmandade regressem e levem-no à estação evolutiva seguinte.

6. Ele disse: "Lembre-se que existe uma pirâmide energética de Luz em cada membrana evolutiva".

7. E Enoch explicou-me que a Grande Pirâmide é um computador geofísico que mostra a meia-vida do nosso universo local dentro das bases geofísicas dos meridianos biofísicos, geofísicos e astrofísicos da Terra. Além disso, ela é também uma estação de vida astrofísica mostrando como a função geóide de nosso planeta está conectada com Órion, que é a região para a programação positiva em nosso universo.

8. A Grande Pirâmide na Terra está, em realidade, em conjunção com um campo de energia piramidal abaixo da Terra, junto com o qual ela forma um diamante. Deste ponto focal central há uma rede de ressonância magnética que conecta todos os campos de energia piramidal ao redor da Terra em relação a um icosaedro. Esta malha icosaédrica é uma estrutura monolítica de tetraedros e octaedros entrelaçados, os quais fornecem as verdadeiras recíprocas harmônicas de Luz atuando em todos os pontos da malha.


9. A verdadeira ciência da astronomia Magnética é alinhar a Grande Pirâmide com a constelação de Órion a fim de formar "o ponto focal centraI" para recuperar a informação de todos os pontos da malha. Deste modo, a Grande Pirâmide é um modelo para o contínuo de luz de muitos universos conectados com nossa Terra. Com esta relação em mente, podemos visualizar como os dutos estelares especiais da Pirâmide transferem à Terra, em uma escala monumental, a mensagem dos Deuses das estrelas imperecíveis Ihmw-‘sk.

A mensagem contém a revelação da verdadeira astronomia solar e as matemáticas que o homem precisa utilizar antes que possa abandonar o meio ambiente da Terra.

Percebemos claremente a benevolencia dos Arquitetos Universais em nos deixar "supercomputadores energéticos" e modelos de evolução para nos guiar e transmutar as energias planetárias.
Essa chave está ligada à oitava letra do alfabeto hebraico Cheat que está relacionada diretamente com o oitavo caminho da Árvore da Vida de Binah a Geburah que conecta-se à inteligencia divina Hasid (Deus da misericórdia).

Fonte: http://ponteoculta.blogspot.com/2010/06/as-chaves-de-enoch-ii.html

quarta-feira, 20 de julho de 2011

A Verdade

Conto Judaico
Um dia, a Verdade andava visitando os homens sem roupas e sem adornos, tão nua como o seu nome. E todos que a viam viravam-lhe as costas de vergonha ou de medo e ninguém lhe dava as boas vindas.
Assim, a Verdade percorria os confins da Terra, rejeitada e desprezada.
Uma tarde, muito desconsolada e triste, encontrou a Parábola, que passeava alegremente, num traje belo e muito colorido.
- Verdade, por que estás tão abatida? – perguntou a Parábola.
- Porque devo ser muito feia já que os homens me evitam tanto!
- Que disparate! – riu a Parábola – não é por isso que os homens te evitam. Toma, veste algumas das minhas roupas e vê o que acontece.
Então a Verdade pôs algumas das lindas vestes da Parábola e, de repente, por toda à parte onde passa era bem-vinda.
- Pois os homens não gostam de encarar a Verdade nua; eles a preferem disfarçada.

Dicas Básicas Para Você Encontrar a Missão de Sua Alma




-Você terá que buscar sua missão, ajudar para que ela aflore, existe livre arbítrio sobre querer ou não buscar a compreensão dessa missão. Se você der uma ?mãozinha? tudo ficará mais simples e prazeroso, diminuindo as dores e os sofrimentos tão comuns as pessoas alienadas de sua missão;

-Independente de nossa missão pessoal, que é a meta maior de nossa alma, temos também uma meta coletiva, já que vivemos em coletividade. Isso quer dizer que se viemos viver em um planeta, temos que contribuir agregando valores e bons exemplos a ele e a sociedade que se estabelece nele. Em resumo, parte da nossa missão estará voltada para o próprio planeta e a coletividade;

-Evoluir é sempre a nossa meta, independente das particularidades da missão de cada ser, ou seja evoluir é a nosso objetivo básica, primordial, essencial;

-O que é evoluir então? Evoluir é eliminar os nossos aspectos inferiores, ou seja purificação dos sentimentos, emoções, pensamentos e atitudes negativas.
Um ser evolui quando ele vai se desligando dessas inferioridades, se libertando de medos, mágoas, raiva, rancor, ódio, orgulho, egoismo, vaidade, futilidade, stress, comodismo, vaidade, materialismo, possessividade, apego, entre outros aspectos;

-Nossa missão normalmente é mais clara e mais fácil de entender do que realmente pensamos. Nossa missão está no dia-a-dia, no simples, corriqueiro, no convívio diário , na família, trabalho e nas relações em geral;

-Sofrimentos e dificuldades que ocorrem repetidas vezes, sofrimentos e obstáculos, mostram que sua missão de alma, de alguma maneira precisa passar por ajustes e mudar de rota;

-Acidentes, problemas, crises financeiras, doenças, falta de sucesso e prosperidade, infelicidades, falta de sorte, são agentes(flechas dos anjos) que indicam que há necessidade de corrigir a sua rota, e que o caminho para a realização da missão de sua alma está errado, nesses casos, normalmente muito longe de onde você pensa estar;

-Paras cuidar e decifrar (entender) a missão de sua alma, é necessário estar em um estado elevado de energia geral constantemente. Isso quer dizer que impreterivelmente, na busca da missão da alma, a pessoa precisa voltar-se para o Eu Interior, espiritualizar-se, conhecer-se. É necessário nutrir a essência divina presente em cada ser. Não há como conhecermos a missão de nossa alma sem antes nos conhecermos intimamente;

-Sua missão não está em uma outra pessoa, mas dentro de você. Não procure em terceiros e não delegue essa responsabilidade que é sua. As pessoas a nossa volta nos ajudam a afloram as nossas inferioridades ou por afinidades nos ajudam a enxergar e atuar no caminho certo, mas esse caminho está dentro de cada um, jamais no outro;

-Não existem culpados, não existem vítimas, tão pouco vilões. Você é o único que criou tudo, por isso é também o único que pode melhorar e transformar. Você é o resultado de suas escolhas, sempre foi assim e sempre será;

-Entre muitos aspectos negativos que viemos curar, um deles precisamente é missão de todos transmutar, a ignorância e a alienação;

-Não vá contras a natureza das coisas, não trave batalhas com nada que seja natural, procurando sempre respeitar os ciclos de tudo que vem de Deus. Tudo que fazemos contra o cilco natural das coisas acaba prejudicando muito a missão da alma de qualquer pessoa. Preserve o planeta e a natureza, começando pelo seu corpo, seus pensamentos, emoções e sentimentos. Questione todas as coisas que são anti naturais e veja que contribuição você poderá dar;

-Quanto mais pessoas você ajudar a evoluir, mais energia positiva e mais força você proverá para realizar a missão de sua alma . Porém não se engane, procure ajudar as pessoas que passam perto do caminho da missão de sua alma. Fique atento pois a meta número 1 de cada ser é sua auto-evolução, ou seja é se tornar uma alma mais evoluída;

-Quando você evolui, faz como que o universo a sua volta evolua naturalmente.

-Pense, questione, medite; Eu tenho uma missão de alma? O que eu estou fazendo para encontra-la? Eu já encontrei? Eu me desviei? Posso fazer os ajustes? O que preciso para pegar as rédias da minha causa maior aqui nesse plano?

Conteúdo extraído do livro: Decisões, Encontrando a Missão da Sua Alma - GIMENES, Bruno 
Related Posts with Thumbnails