Sejam Bem Vindos!!
Que o amor possa fluir em nosso ser nos dando capacidade de sabedoria e discernimento. Que todos possamos nos unir e levarmos a luz nesta corrente chamada vida.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Reprogramação Mental



Reprogramação Mental

Nós costumamos perceber a realidade através de condicionamentos por crenças e valores aprendidos. A reprogramação mental é necessária quando esses condicionamentos são negativos e limitantes, influenciando diretamente a sua realidade.
Muitos estudiosos afirmam que
somos o que pensamos, devido à freqüência que os sentimentos e emoções geram através do pensamento, e isso atrai a força magnética na mesma proporção.

Por isso cada pessoa tem uma percepção da realidade e a constrói consciente ou inconscientemente através dos pensamentos.
O Cérebro utiliza condicionamentos para realizar uma tarefa mais fácil...
O nosso cérebro cria sinapses "nova conexão entre neurônios distintos" quando aprendemos algo ou vivenciamos uma nova experiência, e com isso o cérebro tende a fortalecer essa sinapse e utilizar aquele mesmo caminho para determinado fim,
um problema, uma resposta ou qualquer situação que já tenha sido apresentada pelo cérebro, ele tentará utilizar da experiência passada como base para facilitar o processo.

A partir daí, cria-se um padrão cerebral envolvendo uma situação específica, e isso vale para tudo. O padrão pode ser criado através do convívio social, cultural, pois o cérebro entende que uma solução ou ideia compartilhada por muitos, é a mais fácil apresentada para a solução de um problema.
A reprogramação mental deve ser feita sempre que um condicionamento cerebral negativo for instalado, para que as infinitas possibilidades do Universo de Deus possam agir em sua vida.
Existem algumas maneiras de se fazer a Reprogramação Mental, através de meditação, hipnose terapia, áudio terapia, meditação guiada por um parapsicólogo ou terapeuta denominada PNL ou ainda através de um auto condicionamento de vibrações e pensamentos diários. (Sistema de tela branca).
Informações:12 33871841 12 996138242
Parapscologa: Gislaine Coêlho Poso

Como Ler o seu Mapa Astral

Como ler o seu Mapa Astral

           Utilizado como uma importante ferramenta de orientação e autoconhecimento, o mapa astral é elaborado com base no dia, mês, ano, local e horário de nascimento.
O desenho representado no mapa astral mostra a posição correta dos astros e dos signos do zodíaco em relação a Terra no momento em que você nasceu. A posição dos astros no instante em que nascemos influencia traços da nossa personalidade e outras características importantes do nosso comportamento. O posicionamento dos astros e signos é capaz de identificar traços da nossa personalidade, afinidades, habilidades, tendências, medos, enfim, fortes e influentes características da nossa maneira de ser.

Como é elaborado o mapa astral?

Para elaborar um mapa astral, o astrólogo deve reunir as principais informações sobre o nascimento da pessoa. São reunidas informações referentes ao dia, mês, ano e horário do nascimento. É fundamental que as informações sejam precisas, só assim o astrólogo conseguirá desenvolver um mapa completo e preciso.
O mapa astral é algo único, existe apenas um mapa astral para toda a existência de uma pessoa. Todas as informações e características apresentadas no mapa são algo que a pessoa carregará durante toda a sua vida.

O que identificar no mapa astral?

Com o passar dos anos, as interpretações relacionadas ao mapa astral têm se tornado cada vez mais precisas. Ele é capaz de auxiliar positivamente em sua vida pessoal, amorosa e profissional.
No desenvolvimento do mapa astral, é levado em consideração o signo do zodíaco e a posição dos planetas em relação à Terra. As previsões realizadas através dos signos são aquelas capazes de identificar traços e características da personalidade de cada um. Já o posicionamento dos planetas é responsável por interpretações relacionadas a possíveis afinidades, habilidades, relações e outros acontecimentos.

Como ler seu mapa astral

A figura do mapa astral é muito semelhante a um gráfico do tipo pizza. O mapa possui a representação de 12 diferentes casas astrológicas. Cada uma destas casas está relacionada a um signo do zodíaco e representa uma determinada área da vida de cada pessoa.
No seu mapa astral você também conseguirá identificar as posições do Sol, Lua, Ascendente e Meio do Céu.
posição do Sol identifica o signo do zodíaco ao qual pertencemos. Ele consegue ser identificado com relação ao mês do nascimento.
posição da Lua no seu mapa astral é responsável por apresentar características sobre o seu signo lunar. Essa informação é descoberta no mapa astral a partir do dia de nascimento de cada pessoa.
O Ascendente identifica como nos expressamos. As informações contidas no mapa astral relacionadas a ele conseguem definir traços expressivos da nossa personalidade e do nosso comportamento em relacionamentos. No mapa astral, o ascendente é capaz de apresentar informações únicas e muito características de cada pessoa.
Já o Meio do Céu, também conhecido como décima casa é responsável por identificar e falar sobre nossos talentos e habilidades.
Cada casa astrológica aponta uma área específica de nossas vidas.
Conheça melhor o que identificar em cada casa
  • 1ª Casa: refere-se ao eu, à intimidade e identidade de cada pessoa.
  • 2ª Casa: maneira como cada pessoa organiza sua vida financeira e sua relação com o dinheiro e bens materiais.
  • 3ª Casa: a relação que cada ser mantém com as outras pessoas. Destaca características relacionadas ao aprendizado e flexibilidade em relação à opinião de terceiros.
  • 4ª Casa: sua bagagem histórica estará presente aqui. Informações sobre ancestralidades e relações familiares próximas e distantes.
  • 5ª Casa: apresenta informações sobre a veia criativa de cada pessoa. Aqui é possível identificar possíveis paixões e habilidades.
  • 6ª Casa: traz informações sobre trabalho e saúde. Nesta área, conseguimos relacionar importantes informações sobre a qualidade de vida de cada indivíduo.
  • 7ª Casa: essa é uma casa que atrai muito interesse por parte da maioria. Ela apresenta informações sobre as relações a dois, a vida conjugal de cada pessoa. Podemos identificar trações da vida afetiva e erótica de cada um.
  • 8ª Casa: traz informações sobre experiências, perdas e mudanças profundas sofridas até o momento, ou que podem ser enfrentadas futuramente.
  • 9ª Casa: grandes viagens e conquistas que devem ser realizadas durante a vida de cada pessoa.
  • 10ª Casa: essa é outra casa muito procurada. As informações vocacionais estão presentes nela. Podemos identificar importantes características sobre carreira, planos, expectativas e realizações profissionais.
  • 11ª Casa: esta casa traz para o mapa astral uma dimensão social. Apresenta as características e comportamentos sociais que cada pessoa tem em relação a amigos e ao convívio em sociedade.
  • 12ª Casa: a última casa identifica o interior de cada pessoa. Nela, encontramos informações sobre a espiritualidade e crença de cada um.                                              Artigo escrito por Tatiane Silva de Paula.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Exercício de mentalização para o resgate da memória espiritual.


Exercício de mentalização para o resgate da memória espiritual.
Conexão visual.
sente-se confortavelmente em uma cadeira com os pés no chão e os braços sobre as pernas, respire profundamente por 3 vezes... 
Relaxe, deixe-se sentir seu corpo... Subindo a energia desde os pés, passando pelas pernas, subindo pelos quadris, subindo, subindo pela coluna, nuca chegando ao coronário.
Com os olhos abertos, visualize agora esta imagem em movimento, olhando fixamente para ela, não pense em nada, deixe-se levar pelos movimentos giratórios e sequências, olhe por 15 a 20 segundos... Feche os olhos... solte-se mentalmente, deixe sua mente livre para viajar e então logo diga a si mesmo em tom sereno e amoroso:
Eu estou aberto(a) à todas as informações que a mim cabe saber,
tudo vem até a mim de forma a qual e compreendo e aceito. de onde eu vim, quem eu sou e para onde eu voltarei. (Repita 3x)
Deixe sua mente tranquila e serena e repita o processo de visualização na imagem por mais 15 a 20 segundos.
Com o dedo indicador (dedo de condão) toque a sua fronte coronário e logo toque o seu umbigo). Neste sutil movimento você ativa as suas memórias e libera o fluido cósmico pela passagem de todos os seus pontos energéticos, alinhando sua psiquê, permitindo que sua via espiral e espiritual fiquem livres.
Faça todos os dias por 7 dias.
Exercício ditado pelos Anjos.
Canal: Gislaine Coelho

Kryon Conectando-se

Maravilhoso. _/\_

domingo, 24 de abril de 2016

O que é a Música Cabalista?

O que é a Música Cabalista?

Qual é a conexão entre a música e a Cabala?
A essência da Cabala é envolta em sigilo, mas sempre houve interesse na Cabala. De acordo com lendas, quem conhece a Cabala e se torna mestre em seus segredos pode controlar o nosso mundo e os mundos espirituais que influenciam o nosso mundo, revelando o seu passado, presente e futuro.
A Cabala é a ciência que estuda a estrutura do universo, as leis de desenvolvimento dos mundos espirituais e do nosso mundo.
A Cabala é a ciência do impacto dos desejos humanos sobre o mundo circundante.
Todos os livros da Cabala estão escritos na linguagem de sentimentos e desejos. Esta linguagem é única e estritamente científica, empregando gráficos, diagramas e fórmulas. Ela explica como alterar os nossos desejos com o propósito de influenciar todo o mundo. Com esses gráficos e esquemas a Cabala descreve os sentimentos, a alma da pessoa. A Música também fala com a pessoa em uma linguagem de sentimentos e emoções e, portanto, está próxima da Cabala.
O que é música? É uma emoção capturada em sua evolução. Só a música pode expressar o processo de transformar sentimentos através do tempo. É por isso que, para aqueles que ainda não alcançaram o mundo espiritual, a música da Cabala proporciona uma certa analogia com a impressão da espiritualidade que é sentida pelo Cabalista.
Quanto mais evoluídos os sentimentos da pessoa, mais ela se encantará com o que ouve. Na música, uma pessoa sensível pode abrir todo um mundo para si, vivenciando diferentes estados emocionais, do êxtase à tragédia. E quanto mais desenvolve seus sentimentos, melhor a pessoa irá sentir o que a música transmite.
Do mesmo modo, quem estuda Cabala cultiva instrumentos internos adequados para compreender a espiritualidade, através dos quais, as informações espirituais podem ser recebidas. Assim como um músico que olha as notas e consegue ouvir a música e a sua sensação, um Cabalista, ao ler textos Cabalísticos, pode senti-los dentro do mundo espiritual.
A primeiríssima sensação espiritual de uma pessoa quando a espiritualidade é revelada, é a gratidão ao Criador. A pessoa começa a sentir este poder elevado e vê como ele a tirou de uma existência sem perspectiva para entrar em um mundo infinito, sem defeito, de consciência absoluta e perfeição. É esta sensação que o Rav Baruch Ashlag (Rabash) transmite através de sua música para as palavras do salmo:
Agradeço-lhe por ter salvo a minha alma da morte
Meus olhos das lágrimas
Meus pés de entrar no inferno."

Os grandes Cabalistas que escreveram os livros sagrados retratam os segredos do universo, e nós também fomos agraciados com as melodias criadas pelo grande Cabalista Yehuda Ashlag e seu filho Baruch Ashlag. Através da linguagem de sentimentos, suas melodias expressam sensações espirituais e informações.
Rav Yehuda Ashlag alcançou todos os segredos do universo e os apresentou em seus livros, a Sulam (Escada), comentário para o Zohar, Talmud Eser Sefirot (O Estudo das Dez Sefirot) e nas suas melodias.

A localização da alma no mundo espiritual é referida como a sua raiz. As raízes das almas diferem. Almas descem em nosso mundo e encarnam em corpos. Como as raízes das almas diferem entre si, os objetivos que cada alma deve alcançar em nosso mundo também diferem. É por isso que cada organismo nada mais é do que um mecanismo para a conclusão do plano de desenvolvimento da alma.
A pessoa começa a sentir-se atraída para a espiritualidade, esforça-se para alcançar sua raiz espiritual, desejando atingi-la de imediato, para ser capaz de sentir todos os mundos hoje, enquanto ainda vive neste mundo.
A Música Cabalista revela e desenvolve o potencial espiritual de cada pessoa.

As melodias cabalísticas não são submetidas à análise musical típica. Do ponto de vista da música clássica, essas melodias podem aparecer banais em sua estrutura e linguagem musical.
Mas aquelas pessoas com uma inclinação para a ascensão das suas almas nesta vida, que desejam atingir o Mundo Superior e o universo inteiro, sentem nesta música algo que lhes convida para o desconhecido.
Não sabemos como está estruturada a nossa compreensão musical. Por que se sentem os acordes maiores diferentes em um tom emocional e mais sensível do que os menores? Por que sentimos o acorde maior como algo mais brilhante, mais aberto, e mais feliz do que os menores?
Muitos músicos com perfeita audição musical vêem cores em notas, acordes, e tons. Ninguém sabe como isso ocorre e porque tais associações de cor, som, sabor e sensações aparecem dentro de nós. Ninguém sabe a estrutura dos nossos receptores que percebem informação absolutamente imaterial.

Cabalistas, no entanto, compreendem como esses dispositivos trabalham dentro de nós, porque conhecem a estrutura da nossa alma. Os cabalistas podem incluir informações espirituais em sons musicais. É por essa razão que a música cabalista é um meio de infundir o mundo interior da pessoa com informações sobre tudo o que a rodeia.
O conteúdo da música de nosso mundo está relacionado às sensações pessoais ,terrenas e às emoções dos compositores. Estes sempre aspiraram refletir as propriedades da criação em sua música, porem essas tentativas, nunca foram alem de frágil sugestão ou sentimento pessoal.
Apenas as melodias escritas por Cabalistas realmente nos permitem sentir sensações de eternidade, sensações do movimento da alma, empurrando-nos para uma compreensão da nossa essência como uma parte de um universo eterno.
A música cabalística é escrita pelos grandes cabalistas como uma expressão espiritual de suas sensações. É intrinsecamente localizada em um elevado nível espiritual.
Uma sensação espiritual não pode ser esquecida. Aquilo que foi ouvido e sentido uma vez se mantêm e pode repetir-se a qualquer momento. Esta sensação pode ser manipulada mais tarde, criando tons mais refinados de emoção. Em cada melodia, há uma sensação diferente, correspondente a cada estado espiritual particular. Devido ao elevado nível do seu compositor, cada melodia fala sobre o etéreo, que eleva a pessoa para o mundo espiritual - para a eternidade e a perfeição.
Melodias dos Mundos Superiores - Parte 1 apresenta as melodias do século XX do grande Cabalista, Baal HaSulam (Rabbi Yehuda Ashlag), com explicações do Rav Michael Laitman, PhD de como estas melodias se relacionam com a busca interior e pessoal para a descobrir os Mundos Superiores - a fonte de nossa existência.


Related Posts with Thumbnails